9 plantas tóxicas para cães e gatos

Quando compramos uma planta para a casa não é frequente pensarmos nos nossos animais. A verdade é que certas plantas podem ser nocivas para o cão e gato.

Muitas das plantas que utilizamos na decoração da nossa casa são tóxicas para os nossos companheiros de quatro patas. O agente da planta que causa toxicidade é variável.

Por isso é importante conhecer as espécies vegetais que deverá manter longe do seu gato e cão. Deverão ser colocadas em locais inacessíveis para evitar a sua ingestão, ou trocadas por espécies inofensivas.

Por outro lado, é importante conhecer os sintomas da intoxicação pela planta. Isto permite um tratamento rápido do animal, acelerando a sua recuperação. Em gatos poderá ser disponibilizado erva para gatos ou erva gateira.

Tulipa (Tulipa)

A toxicidade da tulipa em gatos deve-se à tulipalina A e tulipalina B. Os tóxicos estão principalmente concentrados no bolbo. Causam vómito, diarreia, hipersalivação, dificuldades respiratórias e depressão.

Philodendrum

A toxicidade deve-se aos cristais de oxalato de cálcio que provocam irritação mecânica e às enzimas proteoliticas que originam uma reacção alérgica.

Lírio (Lilium)

A toxicidade do lírio em gatos deve-se a uma substância não identificada que lesa o rim. Observa-se salivação, vómito, perda de apetite, aumento da micção com diminuição passado 2 dias, desidratação, insuficiência renal. Sem tratamento pode ser fatal.

Hera (Hedera helix)

A toxicidade da hera em gatos deve-se às saponinas que provocam irritação. As folhas são mais tóxicas do que as bagas. Causam vómitos, dor abdominal, hipersalivação e diarreia.

Lírio-da-paz (Spathiphyllum wallisii)

A toxicidade do Lirio-da-paz em gatos deve-se aos cristais de oxalato de cálcio que provocam irritação mecânica. Origina salivação, dor oral, vómitos e falta de apetite.

Comigo-ninguém-pode (Dieffenbachia)

A toxicidade deve-se aos cristais de oxalato de cálcio que provocam irritação mecânica e às enzimas proteolíticas que originam uma reacção alérgica. Causa irritação e ardor da boca, lábios e língua, salivação, vomito e dificuldade na deglutição.

Hortênsia  (Hydrangea)

A toxicidade da hortênsia deve-se aos glicosideos cianogenicos. Normalmente produz sintomas gastrointestinais, como vómito e diarreia. A intoxicação por cianeto por ingestão desta planta é rara.

Dracena (Dracaena)

A toxicidade da dracena em gatos deve-se às saponinas que destabilizam as membranas celulares. Os sinais mais observados são vómito, depressão, anorexia, hipersalivação e dilatação das pupilas.

Anturio (Anthurium)

A toxicidade do anturio em gatos deve-se aos cristais de oxalato de cálcio que causam irritação mecânica no trato gastrointestinal. Observa-se salivação, inchaço dos lábios e língua, irritação oral, vomito, dificuldade na deglutição e obstrução das vias aereas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *