Gravidez Psicológica Canina: o que fazer?

A gravidez psicológica canina cursa com o comportamento maternal e alterações fisiológicas (simulando a gestação, parto e lactação) em cadelas não gestantes. Deve-se à maior susceptibilidade da cadela à variação natural das hormonas reprodutivas.

O que é a Gravidez Psicológica Canina?

A gravidez psicológica em cadelas ocorre devido às hormonas sexuais libertadas naturalmente no ciclo reprodutivo da cadela. A cadela não gestante demonstra comportamentos maternais e sinais físicos de gestação cerca de 2 meses após o cio (estro), na altura em que ocorreria o parto.

Ocorre em cadelas de qualquer idade, podendo afectar até 50 a 75% das fêmeas não castradas, e não se associa a outros problemas reprodutivos. A gravidez psicológica em gatos raramente é observada. Pensa-se que esta característica foi desenvolvida para as lobas da alcateia poderem alimentar e cuidar dos filhotes da loba alfa.

Sinónimos: falsa gravidez, pseudogravidez, pseudogestação, pseudociese, gestação psicológica.

Sintomas da Gravidez Psicológica Canina

Os sintomas de gravidez psicológica em cadelas cursam principalmente com comportamentos maternais e alterações físicas simulando uma gestação ou lactação.

A cadela com gravidez psicológica irá inicialmente apresentar alterações no comportamento como inquietação, menor actividade, fazer ninho, agressão, lamber o abdómen e adopção de objectos.

Mais tarde aparecem os sinais físicos, como ganho de peso, aumento da glândula mamaria, secreção de leite e contracções abdominais simulando o parto.

A intensidade dos sintomas é variável em cada indivíduo, dependendo da sensibilidade ou intensidade da libertação da hormona prolactina. Poderá ser recorrente.

Sinais comuns de gravidez psicológica em cães:

  • Comportamento maternal
  • Fazer ninho
  • Afecto, protecção e adopção de objectos (ex. cuidar de um brinquedo)
  • Agressão
  • Lamber
  • Distensão da glândula mamária
  • Lactação e secreção de leite
  • Ganho de peso
  • Falta de apetite (anorexia)
  • Inquietação

Sinais menos comuns de gravidez psicológica em cães:

  • Vómito
  • Distensão abdominal
  • Contracções abdominais (sinais de parto)
  • Diarreia
  • Aumento da urina (poliuria)
  • Aumento do consumo de água (polidipsia)
  • Aumento do consumo de alimentos (polifagia)

Causas da Gravidez Psicológica Canina

A gestação psicológica em cadelas é uma consequência das hormonas sexuais libertadas naturalmente durante o seu ciclo reprodutivo.

Após o cio (estro), segue-se o diestro com libertação de progesterona. No seu final, há queda da progesterona e aumento da prolactina, que induz desenvolvimento mamário e comportamento maternal.

Este é um ciclo natural após a ovulação em todas as cadelas. Mas maior sensibilidade ou libertação da hormona prolactina poderá originar a pseudogestação em cadelas.

A duração prolongada do diestro (ou fase lutea) com libertação de progesterona poderá predispor a espécie canina a esta patologia.

Outras causas que impliquem o balanço das hormonas sexuais poderão também estar na origem da patologia, e são:

  • Finalização de tratamentos com progestina (simula progesterona);
  • Castração a seguir ao cio, quando a progesterona está elevada;
  • Hipotiroidismo ou hipertiroidismo porque estimula a secreção de prolactina.

A patologia poderá piorar com estimulação da glândula mamaria (massajar, colocar sacos quentes, retirar leite) ou com tranquilizantes derivados das fenotiazinas.

Diagnóstico da Gravidez Psicológica Canina

O diagnóstico é baseado nos sinais clínicos, ou seja, no comportamento maternal e alterações fisiológicas em cadelas não gravidas.

No entanto é importante descartar outras hipóteses como gestação ou parto sem conhecimento do dono, aborto, piometra, mastite ou neoplasias.

Assim, o diagnóstico poderá ser auxiliado pela realização de ecografias, radiografia, exames ou sangue ou citologias vaginais. Estes também são necessários para diferenciar a gravidez psicológica da verdadeira.

Outras causas a serem excluídas são patologias na tiróide, renais ou hepáticas e administração de esteroides ou fármacos psicoactivos.

Tratamento da Gravidez Psicológica Canina

O que fazer quando a cadela está com gravidez psicológica? O ideal é consultar o seu médico veterinário.

Geralmente o tratamento não será necessário e os sintomas desaparecerão dentro de 2 a 4 semanas. Esta é uma variação natural das hormonas sexuais.

Quando as alterações comportamentais e fisiológicas são extensas e incomodam o dono é necessário realizar tratamento. Casos leves recorrentes também poderão ser tratados devido à possível relação com tumores mamários.

Maneio da cadela

Castração: esta cirurgia evita recorrência, é a única medida preventiva permanente para gravidez psicológica. No entanto não deverá ser realizada durante a pseudogestação, idealmente será realizada no anestro (período de pausa do ciclo reprodutivo).

Como secar leite em cadelas com gravidez psicológica? Minimizar estímulos na glândula mamária: não tocar, não retirar leite, não colocar compressas, colocar colar isabelino (cone) para evitar que a cadela lamba. Reduzir a quantidade de alimento por 3 a 4 dias pode ajudar reduzir a lactação.

Acupunctura: ajuda a reduzir a concentração de prolactina.

Medicamentos

Androgenio (hormonas masculinas, Testosterona, Mibolerone): podem inibir a lactação e reduzir a duração da pseudogestação, mas têm como efeitos secundários a hiperplasia do clitóris, virilização e epífora (lacrimejar).

Agonistas da Dopamina (Cabergolina, Bromocriptina, Metergolina): inibem a secreção de prolactina actuando na glândula pitaria, mas têm como efeitos secundários distúrbios digestivos (vómitos, anorexia), depressão e alterações comportamentais. A Cabergolina têm maior bioactividade, efeitos prolongado e menor incidência de vómitos sendo só preciso uma administação diária.

Tranquilizantes: para reduzir o comportamento e auxiliar o dono.

Prognóstico da Gravidez Psicológica Canina

O prognóstico é bom: sem tratamento cura-se em 2 a 4 semanas e com tratamento com Bromocriptina ou Cabergolina resolve-se em 1 semana.

Não altera a fertilidade da cadela nem aumenta o risco de piometra. No entanto poderá ser recorrente em cadelas susceptíveis, repetindo-se após cada cio.

Algumas consequências da gestação psicológica são a hiperplasia mamária (aumento da glândula mamária), mastite (inflamação da glândula mamária), dermatite (por lamber) e aumento do risco de tumores mamários. A única forma de prevenção é a castração (ovariohisterectomia, OVH).

Fonte: Gobello C., Concannon P.W., Verstegen J. (2001) Canine Pseudopregnancy: A Review. In: Recent Advances in Small Animal Reproduction, Concannon P.W., England G., Verstegen J. (Eds). Publisher: International Veterinary Information Service, Ithaca, New York, USA.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *