Otite e Sarna Otodectica

O ácaro Octodectes é responsável por otites com secreção tipo grão de café principalmente em gatos. Este ácaro vive no conduto auditivo podendo provocar mais ou menos irritação, que se reflete em prurido. Para além da otite externa, poderá ser responsável por provocar dermatite da zona envolvente ao pavilhão auditivo denominando-se sarna octodectica.

 

O que é a otite e sarna octodectica?

Octodectes cynotis é um ácaro que habita o conduto auricular externo causando otite. No entanto o ácaro poderá expandir-se à pele circundante à orelha originando a sarna octodectica ou sarna de ouvido. O ácaro vive na superfície da pele, movendo-se livremente e alimentando-se de detritos e fluídos na superfície da epiderme. São grandes e de cor branca, com quatro pares de patas.

Qual é o ciclo de Octodectes cyanotis?

O ciclo de vida dura 3 semanas, ou seja, demoram 3 semanas desde que nascem e são capazes de se reproduzir. Os ovos eclodem após incubarem por 4 dias, dando origem a larvas. Estas alimentam-se activamente e, após períodos de repouso, originam ninfas. As ninfas ligam-se aos machos adultos, e ocorre cópula com as ninfas fêmeas que, no futuro, estarão prontas a colocar mais ovos. Os ácaros adultos vivem cerca de 2 meses.

Quais são os sintomas da otite por Octodectes cyanotis?

A otite por este ácaro é mais comum em gatos, principalmente nos jovens. A alimentação dos ácaros no epitélio do canal auditivo origina irritação. Como resposta, o canal enche-se de cerúmen, sangue e detritos de ácaros. Aparece uma secreção de aparência castanho-escura e seca, semelhante ao grão de café moído.

Como resposta ao incomodo e irritação do conduto auditivo, o animal vai ter tendência a coçar a orelha e abanar a cabeça com frequência, sintoma comum nas otites. Os sintomas variam na gravidade. Alguns animais podem ter muito conteúdo no conduto auditivo e poucos sintomas, outros o inverso. No caso dos cães, é frequente terem muito prurido mesmo com pouca descarga auricular.

Sintomas de sarna otodectica

Normalmente as lesões são restritas ao canal auditivo externo dando origem a otite externa. No entanto, os ácaros poderão espalhar-se pelo corpo, principalmente no pescoço, garupa e cauda. A sarna octodéctica felina inicia-se nas áreas envolventes ao pavilhão auditivo, onde se encontra o ácaro. Poderão não originar doença ou originar uma dermatite pruritica, à semelhança de Dermatite Alérgica à Picada de Pulga (DAPP), atopia, ou alergias alimentares.

Como se transmite a sarna octodectica?

Os ácaros são altamente contagiosos e principalmente prevalentes nos jovens. Não tem hospedeiro especifico, por isso todos os animais da casa devem ser considerados como infectados. A transmissão faz-se por contacto directo.

A sarna octodectica passa para o humano causando uma dermatite papular transiente. Ou seja, não tem grande significado clínico, é auto-limitante e passa quando deixar de haver contacto com o agente.

Diagnóstico da otite e sarna octodectica

A otite octodectica apresenta algumas características, como a secreção tipo grão de café, que levará à suspeita pelo médico veterinário. Recolhendo secreções, poderá ser feita a identificação do ácaro comprovando o diagnóstico.

A sarna octodectica deverá ser suspeita sempre que haja prurido em zonas envolventes ao pavilhão auricular. Neste casos deverão avaliar-se os canais auditivos, realizando-se otoscopia e microscopia da secreção para identificação do ácaro.

Tratamento da otite e sarna octodectica

O tratamento depende da severidade e dos sinais clínicos. No caso da otite, segue-se o plano de tratamento geral para a otite realizando-se limpeza do canal auditivo. Esta facilita a aplicação de tratamentos tópicos e dificulta a sobrevivência do agente. Aplica-se um tratamento tópico ou sistémico por 7 a 10 dias para eliminar o ácaro.

O tratamento deve aplicar-se a todo o corpo e a todos os animais da casa para evitar re-infestação. No tratamento da sarna octodectica ou de vários animais se encontrarem afectados poderão aplicar se fármacos sistémicos como a ivermectina ou selemectina.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *