Gato obeso

DWQA QuestionsCategoria: GatoGato obeso
Paula Gonçalves perguntado 3 meses

O meu gato tem 3 anos, é castrado e pesa 8 kg. Sei que está com excesso de peso e à mais de 1 ano estou a dar ração Advance Vet Obesity, 65g/dia. Mas até agora não tive resultados. Não lhe dou guloseimas e já fez análise à tiróide e está tudo bem. Gostaria que recomendasse outra ração. Obrigada.

1 respostas
Joana Prata Staff respondido 3 meses

Olá Paula,
O excesso de peso é um problema grave que actualmente afecta muitos dos nossos animais de companhia. Ao fornecermos dietas demasiado apetitosas eles tornam-se gulosos e perdem os mecânismos que controlam a ingestão. 
O grande problema é perder o peso, mas perder peso não é fácil. O excesso e perda de peso estão dependentes do consumo e “queima” de energia – as calorias. Simplificando a nutrição animal (ignorando o equilibrio que deve existir entre os macronutrientes) e focando-nos apenas nas calorias podemos ver que o resultado depende de:

  • Calorias ingeridas
  • Calorias armazenadas
  • Calorias gastas

 
Assim, num indivíduo saudável as calorias ingeridas devem igualar às calorias gastas para haver manutenção do peso. Quando se ingere mais calorias do que são gastas há armazenamento – acumulam-se como gordura tornando o seu gato obeso. Quando há defice calórico, o organismo é obrigado a mobilizar as calorias acumuladas (a gordura), emagrecendo.
O exercício pode ajudar na redução do peso aumentando um pouco a quantidade de calorias gastas. Mas a maioria das calorias são gastas a simplesmente manter o corpo a funcionar.
É importante também saber que não são só os carbohidratos que contêm calorias, também as gorduras e proteínas têm valores caloricos associados. Por isso não chega cortar num ingrediente, é necessário cortar no total de calorias. Sabendo qual a dose calorias ingeridas, todos os macronutrientes são ajustados para essa ingestão – é assim que funcionam as rações.
Nos gatos a perda de peso é problemática. Perder peso muito rápido pode originar uma mobilização muito rápida de gordura que é processada no fígado, originando lipidose hepática. Para evitar a lipidose hepática felina, deverá fazer uma redução gradual. 
Baseando-nos no que falei anteriormente poderá ver que o problema não é da ração que utiliza. As rações para perda de peso tentam encher contendo mais fibras (sem calorias), satisfazendo o gato mas restringindo a ingestão de calorias.
Deverá então reduzir gradualmente a dose de ração para que induza um défice de calorias que irão mobilizar a gordura. Se as calorias ingeridas igualarem os gatos, não perderá peso e continuará obeso. Por outro lado pode estimular o gato a gastar calorias brincado todos os dias com ele (por exemplo com um brinquedo “cana de pesca”).
É frustrante, mas a perda de peso é um processo moroso, poderá levar anos. Por outro lado, alguns gatos ficam insatisfeitos com as dietas ou doses de perda de peso o que ainda complica mais a motivação dos donos. O ideal é mesmo manter o que está a fazer, continuando sem dar mais qualquer alimento para além da ração, mas reduzindo à dose (lentamente) e aumentando o exercício.
Boa sorte para a perda de peso.
Abraço,
Joana Prata