Ração Grain Free e Carbohidratos: V ou F?

Fala-se muito da rações sem cereais (ou rações grain free) e como são a melhor opção para a dieta dos nossos cães e gatos. Será que os grãos e cereais fazem realmente mal e deverão ser incluídos nas listas de alimentos que não devemos dar aos nossos animais?

Os principais argumentos utilizados são:

  • Os cães e gatos, como carnívoros, não conseguem digerir carbohidratos.
  • Os cães e gatos, como carnívoros, não necessitam de carbohidratos na sua dieta.
  • Os cereais não têm valor nutricional e são usados apenas como fillers (para a estrutura do alimento).
  • A utilização de cereais é uma causa importante de alergias alimentares.

Mas será que são verdade? Vamos ver o que nos diz a ciência sobre este assunto e como os donos poderão escolher a melhor ração para o seu companheiro.

Os cães e gatos não digerem carbohidratos. Falso.

Os cães e gatos conseguem digerir carbohidratos contidos nas dietas que utilizam cereais. Apesar de não terem a enzima amilase na saliva, o pâncreas e o intestino produzem enzimas que digerem os carbohidratos.

Há várias formas de carbohidratos. Os simples como açúcares, os complexos como o amido e até as fibras. Ao serem cozinhados tornam-se fáceis de digerir e são absorvidos em mais de 90%. Depois da absorção, a glicose é utilizada como energia.

Por outro lado, as dietas grain free não são têm necessariamente quantidades baixas de carbohidratos. Existem outras fontes de carbohidratos utilizadas nas rações. Poderão ser, por exemplo, batatas, feijões, vegetais ou frutas. Quando as rações realmente têm baixas quantidades de carbohidratos, estes são substituídos por gordura o que aumenta o risco de obesidade.

 

Os cães e gatos não necessitam de carbohidratos na sua dieta. Verdadeiro.

Sendo animais carnívoros, muitos donos pensam que o cão e gato não necessita de carbohidratos.  Na verdade, os carbohidratos não são nutrientes essenciais na dieta dos cães e gatos. Isto porque o organismo consegue transformar os amino ácidos (constituintes das proteínas) em glicose, um carbohidrato.

A glicose é essencial pois é a única fonte de energia para o cérebro. Assim, mesmo em dietas sem carbohidratos, o organismo irá transformar as proteínas e gordura em glicose para utilizar como energia.

É verdade que nas rações secas os carbohidratos são utilizados para dar consistência ao produto. No entanto, também têm valor nutricional. Os carbohidratos são uma fonte de energia para o organismo.

Ao incluir carbohidratos nas dietas, as proteínas e gorduras são “poupadas”. Ao ter uma fonte de energia já pronta, o organismo deixa de necessitar decompor as proteínas em glicose para energia. Assim, estas proteínas poderão ser usadas em funções estruturais e o organismo terá menos esforço em obter energia.

 

Os cereais não têm valor nutricional. Falso.

Mais uma vez, as fontes de carbohidratos têm uma função estrutural na ração seca. No entanto também desempenham uma função energética. Dão energia ao organismo poupando os outros nutrientes.

Por outro lado, fontes de carbohidratos como os cereais e grãos também contêm outros nutrientes. Por exemplo, o milho contém 75% de carbohidratos, mas também contribui com 6-10% de proteina, 4-5% de gordura e 7% de fibra. Ao serem cozinhados, estes nutrientes dos cereais tornam-se ainda mais disponíveis para absorção pelo organismo.

 

 

A utilização de cereais é uma causa importante de alergias alimentares. Falso

As alergias alimentares são reacções adversas do organismo a um alimento. As alergias desenvolvem-se pela exposição prévia do sistema imunitário ao alimento. O organismo passa a considerá-lo perigoso e por isso reage.

Como é necessário exposição prévia, há maior probabilidade de alergias aos alimentos mais usados. Como os cereais têm grande utilização nas rações de animais de companhia, são um potencial alergénio.

Por outro lado, os alergénios normalmente são proteínas. Os cereais também contêm proteínas, por isso podem causar alergias. No entanto, as alergias mais comuns são a produtos de origem animal, como a carne, leite e ovos.  Estima-se que só 1.5% das alergias se devam a ingestão de grãos e cereais. Logo não são uma causa importante das alergias alimentares.

 

Conclusão

A utilização de um ração grain free é uma opção do dono e deve ser respeitada. No entanto, não há evidências que demonstrem que a ração sem cereais seja melhor para a saúde animal do que as rações comuns. Devido ao elevado preço das rações grain free, poderá ser melhor opção investir numa ração premium contendo cereais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *