Gatos sem pelo

Os gatos sem pelo são animais que nos surpreendem por serem fora do comum. Têm origem em mutações que ocorreram em ninhadas domésticas e que por mão humana foram apuradas, gerando raças de gatos sem pelo .

Estes podem apresentar uma camada muito fina de pelos, quase como camurça que lhes dá um toque agradável.

Alguns gatos sem pelo poderão ter uma leve pelagem suave chamada de penugem,  que em excesso é muitas vezes é considerada como um defeito de pedigree.

Estes felinos têm a vantagem de não largarem pelos, não necessitarem de ser escovados e facilitarem a detecção de parasitas como pulgas. No entanto, estes gatos necessitam de muitos mais cuidados e atenção do que os restantes felinos. 

 

Os gatos sem pelo são hipoalergénicos?

Não terem pelo não os torna automaticamente hipoalergénicos. As alergias aos gatos poderão derivar de uma reacção exagerada do organismo humano quando se encontra em contacto com o pelo, escamas da pele ou secreções dos gatos.

No caso de alergias provocadas por pelo, os gatos nús poderão ser vantajosos. No entanto a maioria das alergias são provocadas pelas escamas da pele que até poderão descamar com maior facilidade em gatos sem pelo.

 

Cuidados e higiene de gatos sem pelo

Contrário ao que se poderia pensar, animais desprovidos de pelo necessitam de maiores cuidados por parte do dono. A sua pele exposta poderá ser alvo de inúmeras agressões que poderão resultar em patologias. Por isso recomendamos seguir as seguintes sugestões:

 

Dietas ricas em calorias e proteínas

Dietas ricas em calorias e proteínas são essenciais para estes gatos. Uma das funções do pelo é controlar a temperatura corporal. Sem pelo mais calor será perdido, logo é necessário gastar mais energia produzindo calor o que se reflete num maior consumo de energia. Devido a estas necessidades especiais, foram criadas dietas apropriadas a gatos sem pelo.

 

Higiene da pele

Higiene da pele deverá ser realizada através de banhos duas a três vezes por semana com champôs próprios para gatos sem pêlo, usando toalhitas húmidas de bebés ou panos húmidos limpos.

Os óleos naturais da pele não são absorvidos pelos pelos, podendo deixar marcas de gordura no mobiliário e conferir mau cheiro ao animal. Por outro lado, uma higiene cuidada evita o ressecamento da pele, impede a proliferação de fungos e o desenvolvimento de patologias dermatológicas.

 

Higiene dos olhos e ouvidos

A higiene dos olhos deverá ser realizada uma vez por semana com algodão húmido com água morna ou soro fisiológico. Alguns destes animais são desprovidos de cilios, sendo estes responsáveis por proteger os olhos do pó.

Assim a limpeza dos olhos permite minimizar este problema. Estes animais têm uma grande produção de cera, necessitando de limpezas dos ouvidos com produtos apropriados (ex. ceruminoliticos) uma vez ao mês.

 

Manutenção da temperatura corporal

Devido à dificuldade em reter o calor corporal, estes animais dão-se melhor em ambientes temperados ou aclimatizados. Exposição a frio e a mudanças de temperatura terão um grande impacto no seu bem-estar e saúde.

Por isso, estes gatos deverão ser mantidos no interior, de preferencia em locais aquecidos a temperatura constante. Também se poderá recorrer a roupas para gatos para garantir o seu conforto nos meses mais frios.

A cama do gato deverá ser quente e confortável, uma vez que camas mais duras poderão originar feridas na pele sensível.

 

Protecção contra os raios solares

A pele destes animais é muito sensível e poderá sofrer queimaduras solares com facilidade. Por isso, os banhos de sol deverão ser evitados ou só serem permitidos após aplicação de protector solar.

 

 

 

 

 

 

Gato Sphynx

 

Também chamados de gato esfinge, são a raça de gatos sem pelo mais conhecida. A raça teve origem em 1966 num gatinho de uma ninhada de  pêlo curto nascida no Canadá. A alopécia hereditária tem origem num gene recessivo, que deverá estar presente simultaneamente no cromossoma da mãe e no cromossoma do pai transmitido à descendência (homozigótico). Logo o cruzamento de Sphynx com gatos comuns dão origem a animais com pelo. Atingem pesos entre 3 a 7 kg, têm uma expectativa de vida de 14 anos, e o preço de um Sphynx ronda os 600€.

 

 

São animais pouco independentes, sendo muito afectuosos e sociáveis com o dono. Adoram ser mimados desde que não sejam pegados ao colo, podendo até se tornar ciúmentos. Preferem ambientes calmos e a vida no interior, mas mantêm o seu carácter inteligente e brincalhão que facilita o treino.

 

Apresentam uma fina penugem sobre a cabeça, orelhas, patas, cauda e dorso.  O corpo é comprido e esguio, com pernas seguidas e patas pequenas, terminando numa cauda afilada. A cabeça triangular tem um nariz pequeno, olhos grandes e orelhas muito grandes. Qualquer cor do corpo e olhos de cor complementar são aceites pelas organizações. Defeitos de pedigree comum são  a pele mole e enrugada, plumagem no corpo e olhos verdes.

 

Gato Elfo

Uma raça sem pelo e de orelhas compridas e curvadas resultam do cruzamento da raça Sphynx e American Curl. Devido a esta característica, foi baptizada como elfo como na mitologia nórdica ou o elfo Dobby, personagem da saga Harry Potter. A sua personalidade é meiga e dócil.

Tiveram origem em 2007 nos EUA com o objectivo de diminuir o índice de doenças cardiovasculares dos Sphynx. Poderão ter penugem na cabeça, orelhas, patas e cauda tal como o Sphynx. O seu peso compreende-se entre 3 a 7 kg, podendo mesmo chegar a 10 kg. Apresentam bigodes e pelos sobre os olhos.

Raça Peterbald

É uma raça elegante que apareceu nos anos 90 na Rússia em São Petersburgo. Resultam do cruzamento dos Don Sphynx, raça sem pelos russa, com os Orientais de pêlo curto. Podem não ter pêlo, o que se deve a um gene dominante, ou apresentar uma penugem tipo pêssego. Se tiverem pelo comprido poderão ser macios ou ásperos. São gatos de tamanho médio, musculares e com linhas harmoniosas.

São gatos inteligentes e afectuosos, mas simultaneamente atléticos e curiosos. Gostam de estar no colo dos donos e passar todo o tempo possível a fazer-lhes companhia.  São grandes conversadores, miando com frequência como resposta aos seus donos.

Raça Minskin

Criados em 1998 da mistura de Munchkin (gatos anões) com Sphynx. Apresentam as mesma características que a raça Sphynx mas com menor tamanho. As patas são curtas e têm alguma penugem macia nas extremidades do corpo. A penugem do corpo é escassa e quente ao toque e podem apresentar qualquer cor ou padrão. É um gato afectuoso, óptimo para estar na companhia de crianças ou outros animais São inteligentes e brincalhões.

Devon Rex

Originada nos anos 60, têm pelos curtos enrolados e raros espalhados pelo corpo. Tiveram origem num cruzamento de um gato vadio de pelo ondulado com uma gata doméstica, em Devon. São activos e brincalhões, e gostam de estar no colo dos seus donos. É um gato pequeno, de corpo muscular e de focinho curto com grandes orelhas e olhos. O pelo é curto ondulado e raro. São inteligentes, activos e adoram investigar tudo e todos.

 

Raça mexicana sem pelo ou mexicana pelada

A primeira raça de gatos sem pelo relatada foi reproduzida por um curto período de tempo no século XIX no México e está actualmente extinta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *