Sabe quais são os sentidos dos gatos?

Uma das curiosidades felinas mais procuradas é sobre os sentidos dos gatos. Fascina-nos que como comparativamente ao humano, os gatos têm os sentidos mais desenvolvidos. Isto faz parte da sua evolução natural como predador, que necessita dos seus sentidos apurados para apanhar a presa. No entanto os 5 sentidos (visão, olfacto, tacto, audição e sabor) não chegam para descrever completamente o avançado sistema sensorial do gato.

Visão

A visão do gato é frontal mas mais ampla que a do humano, vendo até 200º.  Os grandes olhos do gato possuem o tapetum lucidum, uma cobertura reflectora do interior do olho que permite ver em baixa luminosidade. Durante o dia contraem as pupilas para reduzir o excesso de luz que entra no olho, formando uma fenda vertical. Os gatos conseguem ver algumas cores, mas o que os estimula mais é o movimento dos objectos que se relaciona como seu instinto de caçador.

Audição

As orelhas do gato contêm vários músculos que lhes permite rodar na direcção do som. O humano capta frequências até 20 kHz, mas o gato tem uma audição muito mais sensível e consegue captar até 65 kHz! Tal como os humanos, com o envelhecimento reduzem a sensibilidade a notas agudas.

Paladar

A capacidade de saborear a comida é mais apurada em gatinhos e diminui com a idade. As papilas gustativas estão presentes principalmente na ponta, lados e base da língua. Não existe grande sensibilidade para o doce. Como perdem o paladar, têm menos interesse pela comida e são considerados mais picuinhas com a dieta.

Olfacto

Têm um olfacto apurado que lhes permite rejeitar alimentos estragados. Rejeitam principalmente odores a azoto ou água com cloro. Também utilizam para reconhecer outros animais e mesmo pessoas.

Orgão de Jacobson

É um órgão olfactivo localizado no tecto da boca que permite interpretar ferormonas. Quando utilizam este órgão, os gatos levantam o lábio, enrugam o nariz e tocam com a língua no céu da boca.

Tacto

Inclui sensores físicos, térmicos, de dor e de posição (propriocepção). As almofadinhas plantares são principalmente sensíveis ao tacto. Por isso é que os gatos não gostam de ser tocados nas patas. Outras áreas sensíveis são a língua e nariz.

Bigodes

Os bigodes dos gatos conseguem detectar movimento e avaliar a posição de objectos. Funcionam como uma antena, que transmite e amplifica o sinal que é interpretado pela base no foliculo piloso. Utilizam esta capacidade para se deslocarem de noite e caçar.

Equilibrio

Resultado da propriocepção (reconhecimento da posição do corpo no espaço) e com o reflexo de adaptação a alterações do equilíbrio. O ouvido interno é constituído por canais semicirculares que permitem avaliar a posição e velocidade da cabeça. Esta informação é interpretada no núcleo vestibular do cérebro.

Desenvolvimento dos sentidos felinos

Quando nascem, têm os olhos fechados e ouvem mal. Baseiam-se no tacto e olfacto para encontrarem a mãe. Os estímulos térmicos levam-nos a aconchegarem-se junto à mãe e irmãos quando precisam de calor ou a afastarem-se de temperaturas desagradáveis. O reflexo de sucção é essencial à sobrevivência porque permite a alimentação. De seguida desenvolve-se o sistema do equilíbrio (vestibular), seguido pelo auditivo e por fim o visual. Este ultimo amadurece completamente aos dois meses.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *