Vantagens do adestramento de cães com reforço positivo

Já pensou sobre as técnicas que usa para treinar o seu cão? Costuma elogiá-lo quando ele faz algo certo, ou castigá-lo de forma verbal quando não faz o que deve?

A forma de adestramento do cão determina a taxa de sucesso, e até poderá estar na origem de alguns problemas de comportamento!

Métodos de treino dos cães

Existem várias técnicas de treino dos cães. As técnicas tradicionais de adestramento de cães, o castigo e reforço negativo, utilizam estímulos adversos em resposta a comportamentos indesejados. Em alternativa, existe o reforço positivo. A maioria dos donos utiliza uma combinação destas.

  • Castigo: quando se aplica um estímulo adverso físico ou psicológico como agressão ou gritar com o cão;
  • Reforço negativo: remoção de um estímulo adverso.
  • Reforço positivo: o cão recebe um prémio (elogios, guloseimas, carícias) em resposta ao comportamento desejado.

Mas qual destas técnicas é a mais eficaz? Quais são as consequências destas técnicas?

Um estudo realizado no Reino Unido permitiu avaliar a eficácia e consequências destas técnicas avaliando questionários de 364 donos de cães. Este estudo descobriu que o reforço positivo é mais eficaz no treino, enquanto que as outras técnicas podem trazer consequências para o comportamento do cão.

Obediência do cão

A obediência é uma característica importante da relação dono-cão. Falta de obediência é um dos motivos que origina o abandono animal e poderá por em causa o bem-estar animal. É importante ter um cão obediente, e por consequência é importante saber qual a melhor forma de treinar a obediência no cão.

No estudo, os maiores níveis de obediência foram relatados nos cães treinados apenas com reforço positivo:

  • Cães treinados para dar um objeto em troca de brincar com o dono;
  • Cães treinados a passear junto ao dono utilizando elogios;
  • Cães treinados a não roer objetos da casa em troca de um objeto alternativo (brinquedo);

Apesar das técnicas variarem com a tarefa a treinar, nenhuma é beneficiada por usar castigos. O reforço positivo é o melhor método quando se olha para o nível de obediência geral. Cães treinados apenas com reforço positivo mostraram ser mais obedientes do que cães treinados com castigos ou métodos mistos.

No entanto, também é possível que quanto mais obediente for o cão, maior tendência tenha o dono em fazer reforço positivo.

 

Problemas de comportamento

A maioria dos donos reportou comportamentos problemáticos, principalmente excitamento, ladrar a pessoas e mostrar medo. A frequência de utilização de castigos relaciona-se com o número de comportamentos problemáticos:

  • Cães treinados com reforço positivo são menos excitados;
  • Cães treinados com castigos têm mais ansiedade de separação;
  • Cães treinados com métodos mistos têm menor percentagem de ingestão de objetos estranhos.

Cães treinados com castigos têm mais problemas de comportamento. Poderá ser por o castigo causar ansiedade ou porque os donos utilizam mais castigos quando o cão tem problemas de comportamento. De qualquer das formas, é evidente que o castigo não ajuda ao controlo dos problemas de comportamento no cão.

 

Os problemas de comportamento são uma ameaça ao bem-estar do cão.

Castigo e comportamento

Cães treinados usando castigo têm mais problemas de comportamento. O próprio castigo poderá estar na origem destes problemas de comportamento. Assim, usar castigos acaba por piorar a situação.

O castigo, para além de ineficaz, põe em causa o bem-estar animal. O castigo pode originar dor, sofrimento e stress que se refletem em outros problemas comportamentais ou de saúde.

Alguns estudos parecem relacionar problemas de agressividade em cães com a utilização de castigos. A ansiedade de separação também poderá resultar do castigo por aumentar os níveis de ansiedade no cão.

A excitação é maior em cães treinados com castigos do com reforço positivo. Isto provavelmente deve-se ao aumento da ansiedade com o castigo. Já o reforço positivo é previsível para o cão. Logo ajuda a reduzir a excitação.

 

Conclusão

Um estudo conduzido no Reino Unido demonstra que cães treinados utilizando reforço positivo (com elogios, guloseimas ou carícias) aprendem de forma mais eficaz, são mais obedientes e têm menos problemas de comportamento.

Já a utilização de castigos é menos eficaz ao treino e poderá estar na origem de problemas de comportamento. O adestramento de cães com reforço positivo é o método mais indicado e permite melhorar a relação entre o dono e o cão.

Referência: Hiby et al. 2004 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentários que envolvam protocolos terapeuticos, preços ou financiamento, e tratamentos sem supervisão médica serão eliminados. Conheça a nossa politica de proteção de dados.