7 Dicas de Como Acalmar Cachorro Hiperativo

O meu cão é hiperactivo?

É fácil considerarmos o cão hiperativo quando este não para de correr, pedindo constantemente atenção e brincadeira. No entanto este comportamento muitas vezes deve-se a doses inadequadas de exercício e estimulação.

A maioria das raças populares de cães de companhia têm origem em raças de trabalho. Estes cães originalmente aplicavam a sua capacidade mental e física no trabalho, seja de guiar rebanhos, como o de caça.

Logo tornaram-se raças aptas a grandes quantidades de exercício. Quando foram trazidas para a vida moderna no interior, perderam o acesso a estas actividades desgastantes mas as suas necessidades mantiveram.

Quando estes animais não são expostos a longos períodos de exercício físico, treino ou interacção diariamente tornam-se inquietos devido à energia acumulada.

Inconscientes destes factos, o nível de energia normal do cão muitas vezes excede a expectativa dos donos. Isto leva a que sejam erradamente classificados como cachorros hiperativos.

O que é a hiperatividade nos cães?

O comportamento hiperativo é patológico e raro nos cães. Cachorros hiperativos têm excesso de actividade e inquietude crónica mesmo quando expostos a níveis adequados de exercício e estimulação.

O animal apresenta excesso de actividade motora e dificuldades na aprendizagem, tornando-se difícil de treinar devido à falta de concentração. O cachorro agitado mantém-se com elevados níveis de actividade até estar completamente desgastado.

Outros sinais devem-se à actividade do sistema simpático mesmo em repouso, que se reflecte em aumento do ritmo cardíaco ou respiratório e vasodilatação. Outras causa de excesso de actividade é, por exemplo, o hipertiroidismo. Logo não deverá deixar de visitar o seu médico veterinário caso o animal apresente estes sintomas.

Como acalmar cachorro hiperativo?

O tratamento da hiperatividade baseia-se na avaliação da quantidade de exercício, estimulação e interacção ao qual o cão é sujeito diariamente. Poderá aumentar-se a quantidade de exercício prolongando os passeios, através de jogos (ex. trazer a bola), natação ou brincadeiras com outros cães. Mesmo que o seu cachorro não seja diagnosticado como hiperativo, as dicas seguintes aplicam-se e são benéficas a qualquer animal.

  1. Evite o reforço positivo dos comportamentos hiperativos
    Quando o seu cachorro se encontra muito agitado e a pedir a sua atenção tente ignorá-lo. Se der atenção (ex. festas, mimos, elogios) ao cão durante estes períodos o cão vai passar a demonstrar este comportamento como forma de obter interacção com o dono, tornando-os mais frequentes.

  2. Aumente a dose de exercício diária
    O objectivo do exercício é permitir que o cão liberte a energia e relaxe. Por isso aumente o período de exercício diário, como por exemplo, instituindo a rotina de duas sessões de 30 minutos diárias. Observe o seu cão e ajuste a duração a um período que permita o cão ficar cansado sem exagero. O exercício poderá consistir de caminhadas ou corridas (se quiser aumentar a dificuldade poderá aplicar uma mochila com peso), buscar a bola, natação ou brincadeiras com outros cães.

  3. Ensine o treino básico e siga uma rotina
    O treino básico de obediência e seguir uma rotina diária fixa permitem que o cão se sinta mais confiante e menos agitado. O treino de obediência, em adição ao exercício, é benéfico uma vez que reforça a ligação ao dono e ensina o cão a controlar-se. Também permite que durante os episódios comande o cão a fazer uma tarefa incompatível com a hiperatividade (ex. deitar), o que lhe permite relaxar.
  4. Garanta que o cão interage com pessoas e animais
    Actividades com o dono reforçam a ligação com o cão e permitem-lhe simultaneamente gastar energia. Da mesma forma, brincar com outros cães ou pessoas é uma boa forma de fazer exercício e estimular a mente.

  5.  Brinquedos para cães hiperativos
    Os brinquedos pra cachorros hiperativos deverão distrair o cão por longos períodos e estimular a sua mente. Um exemplo são os brinquedos que dispensam guloseimas, como o Kong. Mas poderá encontrar outras alternativas desde que tenham o mesmo efeito no seu cão.

  6.  Calmante para cachorro hiperativo
    Em casos extremos, o médico veterinário poderá receitar tranquilizantes para cachorro que sofra de hiperatividade. Frequentemente é utilizado o metilfenidato. Este é aplicado numa dose baixa que poderá ser aumentada, sob supervisão médica, em forma crescente até se observar a resposta procurada sem efeitos adversos.

  7. Se não tem disponibilidade procure ajuda profissional
    Se não tem tempo para todas estas actividades mas que o melhor para o seu cachorro poderá procurar ajuda profissional. Actualmente existem centros de dia para cães e petsitters que poderão fornecer uma estimulação adequada ao seu cão, exercitando e permitindo que brinque com outros cães.

Seguindo estas dicas e com muita paciência verá o seu cão melhorar durante as próximas semanas. Caso continue sem resposta, deverá novamente consultar o seu médico veterinário ou um especialista em comportamento que lhe ajuda a resolver o seu caso. O importante é manter-se calmo e confiante, a resolução destes problemas é prolongada e apenas dependem de si.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *