Qual o melhor tipo de ração para gatos: seca ou húmida?

0

Escolher entre ração seca ou húmida é uma decisão que os donos dos gatos têm que fazer com frequência. Mas qual será a melhor? Será realmente verdade que a ração húmida significa melhor ingestão de água e prevenção de patologias urinárias? Vamos avaliar as provas cientificas.

 

Ração seca vs Ração húmida

Primeiro é necessário conhecer os tipos de rações, as suas vantagens e desvantagens. A ração seca (10% de húmidade) tem a vantagem de ser mais económica, não se estragar com facilidade (podendo ficar na taça) e ajudando à higiene dental por ser sólida e quebrar-se nos dentes. No entanto pode ser menos apetecível para o gato e se for de baixa qualidade tem menor absorção de nutrientes.

Já a ração húmida (70% de húmidade) é segura e tem longo prazo de validade por se encontrar em lata. A húmidade (cerca de 70% do peso) torna-a mais agradável ao gato, mas isto também poderá originar obesidade quando é consumida em excesso. Por outro lado, são caras e têm pouca duração depois de aberto. É preciso ter em atenção que nem todas as rações húmidas são completas

Em termos económicos, a ração seca é mais barata que a ração húmida. Considerando também que a maior parte do peso da ração húmida é água, ainda se torna mais cara. Por isso, gastar um pouco mais numa boa ração seca parece ser mais vantajoso do que comprar ração húmida de qualidade inferior.

 

Ingestão de água e o tipo de ração

A ração húmida, por conter cerca de 70% de água, é aconselhada por aumentar a ingestão de água. Isto é importante na prevenção de patologias urinárias, como urolitíase (“pedras nos rins”). Mas será assim tão importante o tipo de ração?

A maioria dos estudo é contraditório em relação à ingestão de água e tipo de ração. Em alguns, a ração húmida parece aumentar a ingestão de água enquanto outros não há diferença com a ração seca. E em relação à prevenção de doenças do trato urinário inferior dos gatos, apenas um estudo encontrou relação com a ingestão de ração húmida (até 2010).

Então há ou não influência? Olhando para estes estudo encontramos uma metologia muito diversa. Mas há uma explicação para estes resultados tão contraditórios: Estes estudos não testam duas rações de composição igual com nível diferentes de húmidade (10% para ração seca vs 70% para ração húmida).

 

Considerando a mesma composição, é melhor a ração seca ou húmida?

Estudos mais recentes compararam rações seca e húmida com a mesma composição. Os resultados esclareceram a dúvida: não há diferença na densidade da urina dos gatos que comem estas rações. Ou seja, produzem urinas semelhantes. Aumento na densidade urinária, por conter mais minerais dissolvidos, aumentaria o risco de formação das “pedras”.

Também se descobriu que os principais factores envolvidos na produção de urina são relacionados com a qualidade da dieta. A gordura, calorias e digestibilidade da dieta são mais importantes do que o seu conteúdo de água.

O que acontece é que em rações de má qualidade, um grande volume de água fica retido com na grande quantidade de fezes produzidas. Isto porque as rações de qualidade mais fraca usam ingredientes que são menos absorvidos pelo organismo. Eles ficam no intestino formando grandes quantidades de fezes e retendo água.

Quando a ração é de boa qualidade, a maioria do ingerido é absorvido. Formam-se poucas fezes e a água (presente na ração ou ingerida pelo gato) pode passar para o organismo e finalmente produzir urina.  Uma urina com maior volume e mais diluída reduz o risco de problemas do trato urinário inferior.

 

Conclusão

A melhor ração para o seu gato não depende da quantidade de húmidade mas da sua qualidade. Será mais vantajoso comprar ração seca mais cara do que comprar ração húmida de qualidade mais fraca pelo mesmo preço. Escolher uma ração de qualidade é um factor importante na saúde do seu gato.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor introduza o seu comentário
Por favor introduza o seu nome aqui