Como saber se o gato é macho ou fêmea?

0

Encontrou um gato ou até tem uma gata com filhotes e que saber o sexo dos gatos. Mas como é que pode distinguir uma gata de um gato? O sexo nos gatos não é tão fácil de observar como nos cães e é uma das perguntas mais frequentes dos futuros donos dos felinos.

Saber se o gato é macho ou fêmea requer a sua manipulação. Um observador experiente pode conseguir observar os órgãos genitais quando o gato se encontra com a cauda levantada. Mas na maioria dos casos é necessário a observação da região genital, o que se pode complicar no caso de gatos bravos que vivam em colónias.

 

Quando é possível distinguir o sexo dos gatos?

É possível ter uma ideia do sexo dos gatinhos à nascença. No entanto, a caracterização torna-se mais fácil entre a segunda e quarta semana de vida e é ainda mais fácil  à nascença em animais adultos. Antes de mexer em ninhadas de gatinhos bebés lembre-se que a fêmea pode não estar confortável com a sua presença e atacar ou até abandonar a ninhada.

Quais são os caracteres sexuais dos gatos?

Tal como os humanos, os gatos apresentam diferenças corporais entre o macho e a fêmea. No entanto estas diferenças são mais subtis nos gatos, o que muitas vezes leva à identificação por observação do órgão genital.

Nos gatos, os órgãos genitais encontram-se próximos do ânus. Ao contrário dos cães machos, nos gatos não há migração do pénis para a região ventral do corpo. Esta localização deve-se à forma como o animal copula.

 

Gatos machos

Nos gatos machos, está presente o escroto, um saco de pele contendo os testículos, entre o ânus e o pénis. A presença do espaço entre o ânus e o pénis permite a identificação do animal como macho mesmo em animais castrados ou muito jovens.

A palpação dos testículos, do tamanho de um caroço de cereja, nem sempre é um bom indicador do sexo pois o animal pode ter sido castrado ou ser jovem e por isso ainda ter os testículos no espaço abdominal. Já a existência do espaço entre o ânus e o testículo é sempre um bom indicador, em qualquer idade.

Apesar de não ser recomendado, ainda poderá ser feita a exteriorização do pénis em animais adultos ao carregar na zona envolvente. A presença do pénis também é um bom indicador do sexo em gatos.

Os machos adultos ainda poderão apresentar outros sinais mais ténues. Machos geralmente têm maior tamanho corporal e cabeças mais largas que as fêmeas. Devido à ação da testosterona, machos dominantes tendem a ter bochechas largas e ligeiramente pendentes.

 

Gatos fêmea

Os gatos fêmea apresentam a vulva próxima do ânus, sem nenhum espaço de divisão. Algumas fêmeas podem apresentar tufos de pelo envolventes à vulva que poderão ser confundidos com o escroto dos machos. Assim, a localização da vulva próxima do ânus permite a determinação eficaz das fêmeas.

As fêmeas adultas ainda poderão apresentar um tamanho ligeiramente inferior aos machos e a conformação facial com linhas mais suaves e crânio pequeno. Gatos tricolores geralmente são fêmeas, ajudando à sua classificação. Apenas as gatas podem apresentar cio, por isso a presença de cio permite determinar o sexo.

 

Como saber se o gato é macho ou fêmea?

Para saber o sexo do gato deverá observar os órgãos genitais, que se encontram próximos da inserção da cauda. Tenha cuidado ao manipular a cauda, pois pode partir-se, e ao pegar em gatinhos bebés. Nas fêmeas (), a vulva aparece como uma fenda imediatamente por baixo do ânus, sem nenhum espaço entre estes. Nos machos (), existe um espaço correspondente ao escroto entre o ânus e a abertura do prepúcio, onde se encontra o pénis e com forma de ponto. Desta forma conseguira identificar facilmente o sexo do seu gatinho.

 

Porque é que é preciso saber se é gato ou gata?

Existem vários motivos que levam os donos a preocupar-se com o sexo do seu gato:

  • Escolha do nome de fêmea ou macho;
  • Aparecimento de patologias reprodutivas que são diferentes entre macho ou fêmea;
  • Cio e administração de contracetivos são exclusivos das fêmeas;
  • Adequação da atividade e alimentação;
  • Possibilidade de gestação;
  • Realização de castração, com preços variam com o sexo, sendo geralmente mais caras nas fêmeas devido ao procedimento mais complexo que requer o acesso à cavidade abdominal;
  • Escolha pessoal;
  • Personalidade do animal, que geralmente é mais independente em machos e mais caseira e carinhosa em fêmeas (mas não é uma regra).