Lipidose hepática felina

50

A lipidose hepática felina ocorre quando há acumulação de gordura nas células do fígado. Ocorre principalmente em gatos obesos ou com anorexia ou privação do alimento. O tratamento baseia-se na administração de alimentos, bem como na correcção de desequilibrios e patologias subjacentes.

 

O que é a lipidose hepática?

A lipidose hepática, ou fígado gordo, ocorre quando há acumulação de lípidos (gorduras) nas células do fígado (hepatócitos). A lipidose hepática felina aparece quando mais de 50% das células do fígado acumulam gordura, e resulta em paragem do fluxo de bilis e disfunção hepática.

Sintomas da lipidose hepática felina

É importante o dono identificar precocemente esta patologia de forma a dirigir-se ao seu médico veterinário o mais rápido possível. Poderão observar-se os seguintes sinais:

  • Anorexia
  • Perda de peso
  • Atrofia muscular
  • Ictericia: coloração amarela dos tecidos (ex. gengivas amarelas)
  • Fraqueza e colapso
  • Vómito, diarreia, constipação
  • Aumento do fígado
  • Desidratação
  • Depressão por encefalopatia hepática
  • Insuficiência hepática grava (raro)

 

O que causa a lipidose hepática em gatos?

Os ácidos gordos estão em troca contínua entre o fígado e o tecido adiposo (reservas de gordura), tendo o fígado uma capacidade limitada de os libertar. Quando ocorre desequilíbrio, por aumento dos ácidos gordos no sangue ou diminuição da sua libertação pelo fígado, há deposição de gordura nas células hepáticas.

Poderá ocorrer por mobilização rápida de reservas de gordura durante períodos de anorexia, obesidadepatologias que causem diminuição da absorção de nutrientes (ex. anorexia, problemas de absorção ou digestão de nutrientes), patologias hepáticas ou neoplasias.

Factores de risco da lipidose hepática em felinos

  • Falta de apetite, anorexia ou privação de alimento: A restrição de 50% das necessidades energéticas poderá causar sinais clínicos de lipidose hepática em 1 semana;
  • Obesidade: aumento de peso em gatos saudáveis provoca acumulação hepática de lípidos;
  • Esterilização: maior risco por redução da actividade física que poderá originar desequilíbrios energéticos e obesidade;
  • Alterações ambientais;
  • Perda de peso rápida;
  • Dietas ricas em carboidratos;
  • Doença aguda;
  • Fêmeas;
  • Gatos adultos.

Diagnósticos da lipidose hepática felina

O diagnóstico consiste nos sinais clínicos demonstrados pelo animal que, em conjunto com a história de anorexia ou obesidade, levarão o médico veterinário a suspeitar desta patologia. Poderão ser realizados exames complementares. O diagnóstico definitivo é feito por biopsia hepática.

 

Tratamento da lipidose hepática felina

O tratamento consiste em correcção da desidratação e desequilíbrios dos electrólitos (potássio, fosfato e magnésio) em conjunto com uma terapia nutricional. A ideia é fornecer energia ao organismo para que não continue a mobilizar reservas de gordura sem colocar pressão no fígado.

Deverá ser administrada vitamina K a todos os gatos suspeitos, assim como suplementos de metionina. Poderá ser administrada metoclopramida para controlar o vómito e as náuseas e estimular a actividade do estômago. Caso a lipidose hepática tenha origem em patologias, estas deverão ser tratadas com a medicação apropriada. Cirurgias deverão ser evitadas uma vez que têm elevada mortalidade.

Dieta para lipidose hepática felina

O tratamento precoce com dieta apropriada é essencial para a recuperação rápida do animal. O ideal é a administração de alimento. No entanto, a alimentação forçada à boca poderá causar aversão, pelo que nesses casos é melhor a aplicação de um tubo nasogástrico.

A actividade física poderá ser limitada devido à fraqueza. No entanto poderá ser favorável estimulando a motilidade do estômago. Suplementos poderão ser fornecidos para ajudar a recuperação, como vitaminas, potássio, L-carnitina, taurina e tiamina.

A dieta deverá consistir de alimentos que estimulem o interesse e apetite do animal. O ideal é fornecer uma dieta rica em proteína e calorias, garantindo a ingestão de 60 a 90 kcal/kg de animal por dia. Várias marcas de alimentos para animais apresentam ração hepática para gatos que poderão ser administradas, como das marcas Hill’s ou Royal Canin.

Acompanhamento durante a terapia

Após implementação do tratamento é importante que o gato seja seguido por o médico veterinário. Na reavaliação será avaliado o peso, condição corporal, hidratação e nível de electrólitos. Poderão também ser avaliadas as enzimas hepáticas e níveis de bilirrubina que poderão estar aumentados por obstrução da bílis pela lipidose hepática.

Prevenção da lipidose hepática felina

  • Evitar a obesidade;
  • Programas de perda de peso não deverão exceder a perda de 2% por semana;
  • Estar atento ao consumo de alimentos, principalmente me situações de stress.

Prognóstico da lipidose hepática felina

O prognóstico é bom quando há tratamento, havendo recuperação de 85% dos casos e podendo esperar recuperação total às 6 semanas. Apesar de afectar o fígado, a lipidose hepática não causa disfunção permanente. A colocação de tubo para alimentação e administração de suplementos podem aumentar o ritmo de recuperação.  Sem assistência veterinária e sem tratamento é fatal.

Artigo anterior13 Fotos de Gatos Angorá
Próximo artigoGoverno apoia construção de Canis Municipais com 1 milhão
Joana C. Prata, Msc., tem um mestrado em Medicina Veterinária pela Universidade do Porto e é fundadora d’O Meu Animal. Sempre viveu rodeada de animais, tendo agora como companheiros dois gatos (a Rita e o Romeu), três cadelas (a Kami, a Inês e a Pota), uma tartaruga (o Nicholas) e uma colónia com cerca de dez gatos. Neste momento faz investigação na Universidade de Aveiro, como aluna de doutoramento e bolseira em Biologia e Ecologia das Alterações Globais, onde tenta identificar fatores ambientais que possam ter impacto na saúde humana, animal e dos ecossistemas.

50 COMENTÁRIOS

  1. A minha gata tem a pele amarela, a boca e os olhos tambem, mas nao tenho possibilidades para ir a um veterinario. Ajudem-me

    • Olá Fernanda,

      Esperamos que tenha levado a sua gatinha ao veterinário porque realmente é algo que não poderá ser só tratado em casa. Se explicar ao seu médico veterinário a sua situação poderá chegar a um acordo para que consiga tratar da sua gatinha o mais rápido possível. Isto deverá ser tratado o mais rapidamente possível! É uma emergência! As melhoras para a gatinha 🙂

      Abraços,
      Joana Prata

    • Meu gatinho teve e ficou muito mal,dei meio comprimido de HEPVET e sempre dava a pastinha ad da Recovery,ele já está bem melhor,e não está mais amarelo!

    • A minha também teve ..
      Dei 10ml de soro de hora em hora.
      Dei um patê na seringa de ml da marca Ad a cada 2 horas e uma vitamina chamada nutrifull….
      Com 3 dias de tratamento ela já estava
      Comendo sozinha.

    • Olá Bruno,
      Se suspeita de lipídose hepática felina deverá levar o mais rapidamente possível à sua clínica veterinária para ser diagnosticado e tratado. A urgência depende muito do estado em que o seu animal se encontra neste momento. Se for um estado inicial e estável, poderá levar amanhã sem problema, mas fique atento à alteração do estado de saúde do animal até lá.

      Abraços,
      Joana Prata

  2. Há um ano atrás foi diagnosticada a doença na minha gata, e a mesma foi devidamente tratada.
    Neste momento, está novamente internada com o mesmo diagnóstico.
    É normal o aparecimento da doença 2 vezes? A gata não é nem nunca foi obesa.
    O que poderemos fazer para evitar e controlar?

    • Olá Hugo,

      Como a lipidose hepática felina resulta da mobilização de gordura é possível que volte a ocorrer. Se não foi acompanhada de um período de jejum prolongado e perda de peso, aconselhamos a que procure o seu médico veterinário para avaliar patologias que possam estar na sua causa.

      Abraços,
      Joana Prata

  3. Neste momento estou a viver esse problema com o meu gato de 1 ano e meio, realmente está gordo com peso a mais…nunca imaginei que iria dar neste problema….o que me espanta é que ele não tem certos sintomas que são descritos( diarreia, vómitos, falta de apetite, prostrado….), se não fosse esta cor amarela que notei nos ouvidos, diria que está normal….
    Espero que com dieta ele recupere e volte ao normal.

    • Olá Fernanda,

      A obesidade aumenta o risco da lipidose hepática, mas não quer dizer que todos os gatos obesos tenham lipidose hepática. Deverá ter cuidado na perda de peso para que não seja demasiado rápido de forma a evitar a lipidose hepática. Poderá ler sobre a obesidade e perda de peso no nosso artigo mais recente.

      Boa sorte com a dieta 🙂

      Abraços,
      Joana Prata

  4. Boa noite, pessoal!

    Aconselho a todos que tiverem vivendo o problema a levarem a um veterinário.
    Perdi o meu Arthur este ano. Acho que ele sentiu minha falta, pois casei, e ele ficou vivendo só com minha mãe. Façam de tudo pelos seus felinos.

    Fiquem com Deus,
    Alexandre de Carvalho

    • Obrigado pela partilha Alexandre. Mesmo que tenham difículdades, a clínica veterinária arranja sempre uma facilitar os pagamentos para ajudar todos os animais. Não há mesmo maneira de fazer estes tratamentos só em casa.

      Abraços,
      Joana Prata

  5. Minha Vivi está passando por esse problema! Ela está totalmente amarelada, já levei ao veterinário e foi prescrito vitaminas e suplementos além de fazer sessões de fluido terapia. O problema é que eu não tenho mais dinheiro, a medição é muito cara e percebi que ela teve uma melhora pouco significativa. Ela ainda não come sozinha e quando coloco comida perto dela, ela saliva bastante e parece ter náuseas. Percebi que a minha outra gata estava batendo nela para poder comer tudo sozinha, resultado, ela está imensa de gorda e a Vivi está pele e osso! Agora dou a comida para as tres em cômodos separados. Mas é realmente um inferno, não consigo dormir desde que descobri a doença e me parte o coração ver a minha bebê nessas condições! Só quero que ela volte a brincar e correr pela casa como antes. Espero que o veterinário não solicite mais uma sessão de fluido terapia já não tenho de onde tirar!

    • Olá Luigi,

      Infelizmente a sua gatinha precisa mesmo de cuidados veterinários. Poderá tentar encontrar um meio termo em relação aos pagamentos com o seu médico veterinário.

      Cumprimentos,
      Joana Prata

  6. Meu gato Guigo, após 2 dias que eu desconfiei que não comia. Foi diagnosticado após ultrassom e exames de sangue com lipídiose hepática há 28 dias, não esta amarelo, segue ativo, porém, não come e não bebe. Vem sendo tratado desde então com 250ml de soro subcutâneo adicionados de protetor hepático, protetor gástrico e antiemético (contra vômito) e posteriormente com Glicopan há 10 dias. Alimentação sendo dada na boca com dedo (estressa se for na seringa E tb tenho medo de ir para pulmão) de A/D e Recovery, papinha de legumes feita em casa, patê de fígado feito em casa, às vezes Gemon patê. No início aceitou ração úmida industrial de peixe, não aceita mais. Dei uma vez papinha de bebê industrial ele lambeu todo um pote que dei no dedo, porém, por haver cebola não dei mais Triste nao haver alimentação como A/D e Recovery própria para problemas hepáticos.
    – Com muiiiita dose de paciência e amor e determinação pela cura. Celebramos cada pequena vitória, ontem comeu uma pequena colher de café de atum, hoje comeu uma porção sachê industrial de atum ao molho!!!
    Saúde para todos nossos anjos de quatro patas

    • Olá Rita,

      Obrigado por partilhar a sua história. Esperemos que o Guigo fique bem 🙂

      Abraços,
      Joana Prata

      • Olá Joana,

        Seguimos na lutinha com Guigo. Fluidoterapia foi suspensa após 32 dias. Exames de sangue e ultrassom repetidos mostrou pequena diminuição da gordura no fígado e diminuiu valores no exames de sangue! Seguimos com Same e Silimarina. Ele já toma agua sozinho há 3 semanas. Porém, sigo com alimerntacao na boca a 10 semanas. Ele come as vezes pequenas porções de ração seca, umida ou peixe, mas, não come só.
        Seguimos tratamento na esperança de breve e total recuperação

        Saúde para todos os peludos que amamos

        • Olá Rita,

          Ficamos felizes por saber que o Guigo está a recuperar. Muita sorte 🙂

          Abraços,
          Joana Prata

  7. Estou com 2 gatas com lipidose hepatica , ficaram internada 2 dias e agora esta em ksa , estao usando ursacol 25 mg e hepvet 2 x ao dia, alimentando na seringa… Uma ja esta merlhorzinha … mais doi d+ ver dois filhos doentes

    • Olá Flávia,

      Qualquer patologia nos nossos animais de companhia são situações dificeis de lidar. É curioso ter duas gatas com a patologia em simultâneo. Houve alteração na alimentação ou há suspeita de alguma patologia?

      Abraços,
      Joana Prata

  8. Meu gato não estava comendo desde o começo de janeiro, o levei ao veterinário dia 08/01 e aplicaram soro e me passaram exames. Quando voltei, a médica me aconselhou a dar a Royal, mas eu não segui direito a recomendação por achar que somente umas lambidinhas na ração seriam o suficiente, então não dava na seringa. O quadro dele piorou, o meu gato passa a maior parte do tempo deitado e quieto, está bastante desidratado, mas agora está tomando soro todo dia e estou o alimentando a cada 30m com a Royal e vitaminas. Mas considerando tudo, passei a tratar a lipidose depois de quase 20 dias, esse é um tempo considerado gravíssimo para o quadro do animal?

    • Olá Bruna,

      A gravidade vai depender do grau de lípidose hepática e das lesões no fígado. Se o quadro clínico continuar a piorar talvez seja melhor internar o gato de forma a poder estar sempre monitorizado e com soro. O mais importante não é pensar no que poderia ter sido feito, mas sim focar-se no tratamento atual e fazer o melhor possível para o gatinho 🙂 As melhoras rápidas.

      Abraços,
      Joana Prata

  9. Dra Joana, estou cuidando de meu gato que apresentou Lipidose hepática e introduzimos a sonda esofágica já há 20 dias aproximadamente pois ele vomitava muito e estava ficando anoréxico. O tratamento foi um sucesso e já está se alimentando sozinho, bebendo água e, se não fosse por um vômito que acontece uma vez por dia, normalmente de madrugada, já teríamos retirado a sonda. Ele já ganhou 1Kg e está pesando aproximadamente 4Kg. Antes de colocarmos a sonda, havíamos tentado ministrar Legalon solução via oral mas ele vomitava muito. Não sei se vomitava pela Lipidose ou por algum enjôo que o Legalon pudesse causar. Na clínica em que estou levando meu gato para tratamento alguns médicos dizem que deveria continuar com o Legalon e outros para parar pois pode ser o Legalon que esteja provocando o vômito nele. Estou confusa. Devo parar ou continuar com o Legalon? Gostaria de saber outra opinião. Na sua opinião já poderia retirar a sonda? Obrigada.

    • Olá Márcia,

      Só deverá retirar a sonda se o gato já não tiver enjoos e conseguir comer sozinho. Pode experimentar dar a cheirar comida e ver se ele mostra interesse em comer. O enjoo também pode ser resultado da insuficiência hepática secundária à lipidose hepática – poderá saber-se através dos valores nas análises ao sangue. Cessar a toma de Legalon, protetor hepático, depende da resolução da lipidose hepática.

      Abraços,
      Joana Prata

  10. Boa noite
    Quero muito agradecer pois não estava entendendo pois ele estava tão bem…. está muito mal agora.

  11. Boa noite
    Agradeço muito pois esclareceu bastante as minhas dúvidas pois estava muito preocupada de repente meu gato que tava tão bem ficou muito mal ele ainda está muito mal

    • Olá Vanessa,

      Esperamos que o seu gatinho fique bem rápido. Infelizmente há certas patologias que aparecem assim e nos apanham de surpresa.

      Abraços,
      Joana Prata

  12. Meu gato tá com lipidose hepática. E não consigo encontrar ração hepática!!! Alguém pode me ajudar!!?

    • Olá Rosilda,

      Ração hepática pode ser encontrada em clínicas veterinária, lojas de animais e lojas online. Também poderá fazer ração caseira sob aconselhamento do seu médico veterinário.

      Abraços,
      Joana Prata

  13. Doutora minha gata tem 6anos, castrada, teve lipidose em agosto de 2017, e agora TB está. Ela não é obesa, nunca foi, ração eu deixo a vontade. Pergunto:. – como identifico anorexia!? E o que preciso buscar numa ração de boa qualidade , como valor acessível? Grata

    • Olá Marcia,

      Controlar a quantidade de ração que está na taça ao início e final do dia é uma forma simples de saber o que a gata consome e se entrou em anorexia. As rações têm uma aproximação da dose (gramas) que um gato de certo peso deverá comer. Pode tentar usar como referência. Também poderá procurar com o seu médico veterinário outras causas da lipidose hepática.

      A forma mais simples de procurar uma ração de qualidade é olhar para a tabela das doses diárias recomendadas por peso. Rações que recomendam doses mais pequenas têm mais nutrientes e menos fibra, logo necessitam de menor ingestão e podem ficar mais económicos. Por exemplo, se a Ração A recomenda uma dose de 50 g e a Ração B de 100 g, a Ração A é mais vantajosa porque o animal consome menos peso mas tem acesso aos mesmos nutrientes, consome é menos fibras. Durante a lipidose, deverá fazer a alimentação recomendada pelo médico veterinário uma vez que o fígado não está a funcionar a 100%.

      Abraços,
      Joana Prata

  14. Meu gato foi diagnosticado com lipdose dia 11/4/2018 veio a óbito dia 20 ñ me conformo confiei no veterinário ñ conhecia a causa da doença.

    • Olá Tanea,
      Infelizmente a lipidose é uma patologia complicada, com sintomas semelhantes a outras patologias hepáticas, e que poderá resultar em óbito mesmo com tratamento e supervisão veterinário. Gostariamos de conseguir uma taxa de sucesso de 100% mas nem sempre é possível salvar todos, infelizmente. Por experiência própria aconselho a que se conforme que fez tudo o que podia pelo gatinho e que não o conseguiu salvar. Caso contrário torna-se mais difícil ultrapassar o sofrimento da perda.
      Abraços,
      Joana Prata

  15. Minha Lilica está com lipidose, estou fazendo fluído terapia faz duas semanas, mas ela não come sozinha , às vezes aparenta melhora, depois parece que piorou, estou dando comida na seringa, o veterinário falou para eu dar Gatorade e água de coco , para hidratá- lá ela está muito amarela , estou morrendo de medo de perder minha filha…

    • Olá Niveah,

      Sabemos como situações destas são difíceis para os donos. Apenas podemos reforçar a importância de manter a gata bem alimentada e hidratada e que a dedicação do dono é essencial à melhora. Esperamos que tudo fique bem com a Lilica 🙂

      Abraços,
      Joana Prata

  16. Boa tarde! Graças a Deus ela está melhorando, suas gengiva e as orelhas já estão começando a ficar rosadas, troquei de veterinária e ela acrescentou benzetacil e mercepton de manhã e a noite, já que ela toma no soro na hora do almoço, graças a Deus minha esperança cresceu de salvar minha filha…mas ainda a comidinha ela só come com ajuda de seringa… Obrigada por me responder Doutora…Deus te abençoe…Níh.

  17. Perdi minha Tininha a mais ou menos dois meses atrás com essa doença desgracada,quando o veterinário descobriu já não havia muito o que fazer,ela tinha 16 anos,colocamos sonda mais ela morreu,acabou comigo fiquei com ela até o último momento é agora minha outra gata está com os mesmo sintomas,muito rapidamente parou de comer e emagrecimento muito rápido ela era bem gordinha,a veterinária falou que era dor de dente,demos o remédio a 4 dias e ela não voltou a comer,estou desesperada com pavor de ser a lipídiose heparica,o que devo fazer? Não quero perder ela também….

    • Olá Bruna,
      A única forma de evitar a lipidose é manter a ingestão de alimentos. Se a gata tem dores que impedem de se alimentar, talvez deva considerar uma intervenção (ex. cirurgia para remover o dente) ou fornecer alimentos mais fáceis de ser ingeridos (ex. ração húmida). De resto é manter-se em alerta para qualquer sinal e tentar tratar problemas que causem a anorexia.
      Abraços,
      Joana Prata

  18. Olá Joana, minha gata ficou 7 dias internada com problema hepático, estava muito amarela, ganhou alta na sexta e hoje repetiram os exames. Problema que os exames hepáticos piorou depois que veio para casa. Li seu artigo e me ocorreu a ração que a médica mandou junto: vet life gastro-intestinal, lendo as restrições notamos que é contraindicada no caso de insuficiência hepática, procede? Devo suspender o uso desta e comprar a hepatica? Em conjunto ela está tomando baytril, ursacol, meticorten e same. Também estou dando patê premier gourmet atum e arroz.

    • Olá Renata,
      Essa ração é rica em gorduras, por isso poderá não ser recomendada. Mas neste momento o que interessa é que o gato coma, independentemente de qual a ração. Interessa que consiga ingerir calorias suficientes para que o organismos deixe de mobilizar as gorduras e possa dar tempo ao fígado para recuperar.
      Abraços,
      Joana Prata

  19. Dra. Joana, minha gatinha tem 4 anos e ao fazer uma ultra onde foi verificado 2 pedras na bexiga (0,8mm e 0,6mm), também foi verificado que o fígado estava um pouco esbranquiçado com começo de lipidose. Qual o melhor exame que detecta está enfermidade ? Exame sanguíneo de lipídeos ? Como triglicerídeos ? É bom começar a tratar agora com algum tipo de ração hepática com maior proteína e menos carboidratos ? No caso ela poderá ser operada para retirada dos cálculos estando no começo desta enfermidade ? Obrigada.

    • Olá Fabiola,
      Neste caso com a presença das duas patologias, sugerimos que siga as recomendações do seu médico veterinário. Poderá ser necessário fazer a correção da lipidose hepática, o essencial para já é que o animal continue a alimentar-se.
      Abraços,
      Joana Prata

  20. Dra. Boa Noite!
    Há cerca de 7 dias meu gato parou de comer completamente, no dia seguinte levei a um vet. Ele passou remédio de verme, dois dias depois notei q ele estava sem melhora nenhuma me preocupei e levei a um outro veter. Na cidade visinha, daí ela avaliou e diagnosticou a lipidose hepática. Meu gato está tomando vários medicamentos Glicopan, biodix, doxitec e hepatox parou de fazer fezes e estou dando colact 2x ao dia. A alimentação estou variando entre peixes e frango e até mesmo figado de boi.. com cenoura e beterraba passada no liquidificador ( tudo cozido sem adição de outras coisas). Forço na seringa a cada 3 horas principalmente antes de dar medição para não causar gastrite. Hj está com 7 dias e estou preocupada pq não vi nenhuma mudança.. Claro que graças a Deus ele não piorou, mas também não teve melhoras ainda continua do mesmo jeito. Dou sachê ele nem olha. Nao quer comer é nada. Queria alguma opinião sobre o caso para que eu salve meu gatinho ele tem apenas 03 meses.

    • Olá Gleice, por vezes a recuperação é demorada. Recomendamos que siga as indicações do seu médico veterinário. Em relação à alimentação, é importante manter o gatinho alimentado. No entanto, recomendamos que não forneça fígado pois contem muita vitamina A que poderá sobrecarregar mais o fígado, que já está fragilizado.
      Abraços,
      Joana Prata

  21. Olá Dra. Joana, boa tarde.

    Perdi um gato há 2 anos para essa maldita doença. Acontece que agora a gata (1 ano e 1 mês) de minha mãe tb desenvolveu e ao contrário dele, ela não deixou de se alimentar 100%, ela só manisfestava vontade de comer ração líquida e graças a Deus não deixou de beber água. Fizemos os exames e ficou constatado o infiltrado gorduroso no fígado. Agora ela voltou a comer a ração sólida, mas continua prostrada, sem interagir. Está fazendo uso do Hepvet (0,5ml por dia), o promuncat está na segunda bisnaga e comendo ração úmida e a sólida da Hills Cuidado Excelente (depois de ter oferecido quase todas as opções boas do mercado: premier, matisse e golden), entretanto, continua prostrada, no canto… Isso é normal? O comportamento antigo não volta? A cura dessa doença é só pelo retorno à alimentação? Como ou quando saber que ela está curada?

    • Olá Patrícia,
      A lipidose hepática é uma doença que demora algum tempo a curar-se, ou seja, a mobilizar a gordura acumulada no fígado. Mantenha os bons cuidados, principalmente na alimentação, e procure fazer monitorização regular no seu médico veterinário através de análise de sangue e ecografias. As melhoras :)A
      Abraços,
      Joana Prata

  22. Joana um gato pode ter isso e continuar a comer ou precisa parar de vez?
    Tenho duas gatinha (Bela e Lil) e resgatei uma terceira que tem uma barriga avantajada que chamo de Barriguinha.

    Fiz exames em barriguinda e nao deu cistite nem piometra. A vet falou “será que é lipidose, me diga ela parou de comer ?” E Aí respondi que nao. Barriguinha come q nem uma draga. Passou-se o tempo.

    Anteontem barriguinha defecou diarreia esquisita marron clara. Sendo que barriguinha cagava duro a cada 2 dias, mesmo comendo que nem uma monstra. Aí ontem cagou mole de novo. Hoje cagou mole, aí dei remedio de verme….2h depois vomitou oq tinha ingerido. Mas ela continua comendo e bebendo agua.

    A Lil come muito de madrugada e nao engorda. As orelhas de Lil tem a pele branca e pálida e ela gosta muito de fígado e frango. Nao vomita nem faz diarreia.
    E a mais nova Bela diminuiu a quantidade do quanto come. Ela não é obesa, nao tem vomito nem diarreia. Apenas reparei que há mais de 1 mês ela ta comendo muito pouco, as vezes eu conto os caroços…ela vai na vasilhinha e deve comer apenas 10 caroços.
    Estou achando que barriguinha e Bela têm essa doença.

    • Olá Santos,

      Seria raro apresentarem as duas gatinhas lipidose hepática, a menos que se tratasse de um caso secundário a uma patologia infecciosa. É possível a lipidose apenas com redução da ingestão, mas não parece que seja o que está a acontecer. De qualquer das formas, poderá ter a certeza através de uma ecografia abdominal. É normal os gatos ingerirem pequenas porções ao longo do dia. O aumento da barriga pode ser apenas obesidade, como também acumulo de líquidos ligados a outras patologias. As fezes moles podem ter a ver com a ração, parasitas internos (vermes) ou com a ingestão de alimentos pouco adequados aos gatos ou até plantas domésticas (podendo ser também patologias infecciosas ou inflamatórias que se deveriam acompanhar de outros sinais). Na ausência de outros sinais de doença, o ideal seria fazer a monitorização do peso das gatinhas e da ração que disponibiliza na taça (fazendo as doses recomendadas no pacote da ração) para poder avaliar as mudanças ao longo do tempo.

      Abraços,
      Joana Prata

  23. Dra. Minha gatinha tem 7 anos e desenvolveu o problema no fígado, o médico fez os exames e o fígado dela tava 800. Ela só faz xixi e teve grande perda de apetite, além de vomitar. Ela tá tomando antibiótico e estamos dando ad pra ela na seringa. Demora quanto tempo pra ela ficar boa? Ela vai ficar boa??

    • Olá Gabriele,
      A lipidose hepática pode ser revertida com os cuidados médicos necessários. Quanto ao prognóstico da sua gatinha, o médico veterinário que a acompanha poderá dizer com maior detalhe.
      Abraços,
      Joana Prata

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor introduza o seu comentário
Por favor introduza o seu nome aqui