Otite Canina: dos sinais ao tratamento em cães

0

As otites caninas são inflamação ou infecções do conduto auditivo comuns em cães. Raças de orelhas caídas ou com muito pêlo estão predispostas a esta patologia.

Sinais de otite em cães

Quando o cão tem otite abana a cabeça, coça a orelha ou pende a cabeça para o lado afetado. A pele do interior da orelha poderá estar vermelha, conter secreções e ter um cheiro desagradável.

O que fazer se o meu cão tem uma otite?

Se suspeitar de otite canina deverá visitar o seu médico veterinário. Este examinará o ouvido do seu cachorro, podendo observá-lo com o otoscópio. 

Para além da observação do ouvido externo, o médico veterinário ainda poderá recorrer a exames complementares de diagnóstico. Por exemplo, poderá recolher secreções para observar no microscópio.

Devido às várias causas de otite, o médico veterinário ainda poderá necessitar de fazer análises ao sangue, radiografias ao crânio (para observar o ouvido médio e interno) e avaliar a possibilidade de alergia.

Causa de otite no cão

A otite externa em cães pode resultar de inúmeros processos. As causas mais frequentes são por agentes, como o Octodectes (ácaro) ou Malassezia (levedura).

Outras causas são feridas ou corpos estranhos que estejam alojados no canal auditivo. Se o seu animal sofre de uma doença auto-imune or alergias (ex. alergia alimentar, atopia) poderá observar manifestações sob a forma de otites.

Alguns animais são predispostos a infecções do ouvido recorrentes devido à conformação anatómica da sua orelha ou devido à entrada de água. A presença de pelos no interior da orelha, um canal auditivo estreito ou orelhas longas e caídas predispõem ao aparecimento de otites.

Por outro lado, obstruções do canal auditivo, como inchaços ou massas, podem ter o mesmo efeito. Um canal auditivo obstruído, seja secundário a outra patologia ou à conformação, reduz a limpeza natural do canal.

Assim, acumulam-se detritos e húmidade no ouvido que favorecem o crescimento excessivo de bactérias e fungos, a sua flora natural. Nestas condições ideais, multiplicam-se rapidamente originando uma otite.

A higiene dos ouvidos do cão mal praticada pode também favorecer o aparecimento de otites no cão. Aliás, frequentemente as otites são potenciadas por um conjunto de fatores. Assim, resumem-se às causas da otite no cão a:

  • Parasitas (ex. ácaros) ou fungos;
  • Corpos estranhos (ex. praganas);
  • Doenças alérgicas;
  • Doenças auto-imunes;
  • Conformações ou obstrução do canal auditivo;

Como tratar otite em cães?

A limpeza do canal auricular com produtos próprios poderá facilitar a terapia eliminando a sujidade. O produto de limpeza deverá ser indicado pelo médico veterinário. Nunca deverá limpar o ouvido com um produto não recomendado.

Em caso de ruptura da membrana timpânica, só se pode utilizar soro salino ou ácido acético. Nos restantes poderá utilizar-se soluções limpeza ou ceruminolitícos. Por via sistémica poderão ser administrados antibióticos, anti-fungícos ou corticosteroides dependendo da origem do problema.

Durante o tratamento, é importante manter o ouvido livre de quaisquer secreções. Para além de melhorar o ambiente do ouvido e reduzir a flora microbiológica, facilita a chegada de medicação tópica ao ouvido.

Mesmo que tenha sinais de melhoras, não interrompa o tratamento – realize-o sempre até ao fim. No caso de ter dúvidas, peça ao seu médico veterinário para indicar a melhor forma de realizar as limpezas. Marque consultas regulares para re-avaliar a recuperação da otite.

Perigos da otite no cão

O conduto auditivo tem uma forma tubular. Durante a inflamação o diâmetro diminui podendo até estar fechado por completo. Durante a recuperação, devido à fibrose decorrente da resposta inflamatória, não há recuperação completa do diâmetro original.

Com otites recorrentes o canal vai fechando cada vez mais. Um conduto auditivo fechado é mais húmido e tem menos oxigénio, favorecendo o aparecimento de infecções. Nestas infeções, o tratamento também se torna mais difícil devido ao pequeno diâmetro do canal. Logo, as otites no cão devem ser sempre seguidas por um médico veterinário.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor introduza o seu comentário
Por favor introduza o seu nome aqui