Porque os gatos não comem a ração velha?

O seu gato pede comida mesmo tendo ração na taça? Existem vários motivos que levam a que um gato recuse a ração.

A ração pode ter perdido o seu cheiro e sabor, tornando-se rançosa enquanto esteve na taça. O mesmo pode ter ocorrido se não tiver sido armazenada corretamente.

Se a ração que sobrou se acumula nas bordas da taça, provavelmente é porque os bigodes tocam nas laterais da taça provocando desconforto.

Finalmente, há gatos que se cansam do sabor da ração. Alguns gatos são exigentes e gostam de variedade no sabor das suas rações.

Neste artigo explicamos em detalhe qual a solução para cada uma das situações descritas.

1. O gato não come a ração velha que ficou na taça

É frequente os gatos não comerem a ração toda que têm na taça. Se o gato estiver cheio, é natural que deixe ficar ração na taça.

Por vezes, os gatos pedem comida mesmo tendo restos de ração na taça. Muitos continuam a recusar-se a comer quando misturamos a ração nova com os restos da antiga.

Na verdade, a ração começa a perder as suas qualidades mal é colocada na taça e exposta ao ar. O problema é mais perceptível na ração húmida, secando e azedando rapidamente. Assim, é recomendado remover quaisquer restos de ração húmida.

O mesmo acontece na ração seca, mas mais lentamente. A ração seca exposta ao ar perde compostos voláteis que lhe conferem cheiro e sabor

As rações secas contêm carboidratos que lhes conferem a sua textura crocante. Passado algum tempo, os croquetes absorvem humidade do ar e tornam-se moles.

Quando as rações secas são produzidas por extrusão, recebem no final uma cobertura de gorduras. Quando estão expostas ao ar, as gorduras começam a oxidar e tornam-se rançosas.

Todos estes fatores tornam a ração velha que ficou na taça menos atraente para o gato. Os gatos são animais exigentes, comendo as suas presas frescas. Logo, não irão comer alimentos que demonstrem sinais de degradação.

A solução é evitar colocar mais ração na taça do que o gato consegue comer. Assim, pode garantir que a ração se mantém em bom estado de conservação até à hora da refeição. No entanto, poderá ter que colocar mais vezes ração na taça do gato.

2. O gato não come ração que fica nas bordas da taça

Outro motivo que pode levar a que o gato não coma a ração antiga é quando esta fica acumulada nos bordos da taça. Alguns gatos evitam comer este anel de ração seca acumulada nos cantos.

Se utiliza uma taça funda, o gato terá que encostar os seus bigodes sensíveis nas laterais para chegar a estes grãos. Logo, deverá mudar para uma taça ou prato raso mais confortáveis para o seu gato.

3. O gato não come a ração de um pacote que foi aberto há muito tempo

Os gatos também podem recusar ração de um pacote que já foi aberto há muito tempo. As causas são semelhantes às que os levam a deixar os restos velhos na taça – a ração está a ficar estragada e rançosa.

Como foi discutido anteriormente, uma ração seca exposta ao ar perde as suas propriedades, tornando-se rançosa, mole, perdendo compostos que lhe dão cheiro e sabor, mas ganhando outros desagradáveis, relacionados com a degradação dos alimentos.

Os gatos têm sentidos mais apurados que os humanos. Não é de surpreender que estudos científicos concluam que os gatos fazem a suas escolhas alimentares baseados no sabor, cheiro, aparência, e textura do alimento.

Todas estas características podem ser alteradas em rações que tenham sido abertas há muito tempo. Deve-se manter a ração na sua embalagem original que é desenhada para conservar o alimento. Também deverá ser mantido num local fresco e seco.

Se o seu gato não come de um pacote já aberto, poderá tentar dar-lhe ração de um novo pacote. Também poderá acontecer que o gato prefere uma ração diferente.

4. O gato está cansado do sabor da ração velha

Alguns gatos são exigentes com a sua alimentação. Existem gatos que não gostam de experimentar novos sabores (neofobia) e aqueles que preferem novos sabores (neofilia).

Como explica um estudo, estas preferências dependem de fatores inatos, sociais, e da experiência de vida do gato. É importante os gatos serem expostos a vários sabores em idades jovens.

Alguns gatos preferem sabores de ração novos. Podem simplesmente não comer a ração atual porque procuram novos sabores. Nestes casos, poderá variar o sabor da ração.

Se o seu gato aprecia sabores novos, deverá procurar uma marca que forneça a mesma ração (com a mesma composição de ingredientes e nutrientes) em vários sabores. Assim, evita fazer trocas frequentes entre rações que podem levar a distúrbios gastrointestinais.

Outra forma de variar a ração seca é misturando-a com ração húmida. No entanto, deverá fazê-lo de forma regrada. A ração húmida é altamente palatável e pode levar a que o gato coma muito e comece a engordar.

Em conclusão…

Uma ração aberta ou na taça por muito tempo pode estragar-se e tornar-se menos apetitosa. É importante garantir que a ração que fornece ao seu gato é segura.

A taça em que a ração é servida também pode influenciar as preferências do gato. Os gatos preferem taças ou pratos mais rasos que não toquem nos bigodes.

Alguns gatos têm preferência por sabores novos. Neste caso, poderá intercalar entre rações de sabores diferentes, ou utilizar rações húmidas ou guloseimas para satisfazer o paladar do gato.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.