Prolapso (da Glândula) da Terceira Pálpebra em Cães e Gatos

18

O que é a glândula da terceira pálpebra?

A terceira pálpebra, ou membrana nictitante, é uma cartilagem em T coberta por conjuntiva que se encontra no canto medial do olho. A membrana nictitante move-se sobre o olho devido à retração do olho e contração de músculos lisos. A glândula da terceira pálpebra encontra-se na base da cartilagem, enquanto os folículos linfoides estão presentes na sua superfície. A terceira pálpebra ainda pode apresentar uma cor escura devido a uma pigmentação natural.

A função da terceira pálpebra é proteger o olho e espalhar uniformemente a lágrima sobre a córnea, a camada externa do olho. A glândula da terceira pálpebra, na base da cartilagem, contribui com 30 a 50% da produção de lágrima. Ainda tem uma função protetora ao libertar imunoglobulinas para a pálpebra, protegendo-a de infeções.

O que é o prolapso da terceira pálpebra em cães e gatos?

Nos cães e gatos, pode existir o prolapso da terceira pálpebra sobre a córnea quando existe uma irritação ou uma lesão que ocupe espaço. O prolapso da terceira pálpebra pode ocorrer em um ou nos dois olhos. Quando a patologia ocorre em ambos os olhos é provável dever-se a problemas gerais, enquanto que unilateral se poderá dever a um problema localizado. Nos cães, o prolapso ainda se pode dever à perda de peso ou desidratação.

O que causa o prolapso da terceira pálpebra em cães e gatos?

  • Prolapso da glândula da terceira pálpebra (“olho de cereja”): assemelha-se à protrusão da terceira pálpebra mas deve-se à inflamação da glândula da terceira pálpebra;
  • Protrusão da terceira pálpebra: por movimento anormal da cartilagem em T;
  • Dor no olho: como na úlcera da córnea;
  • Simbléfaro: adesão da terceira pálpebra à córnea como resultado de lesão química ou da ação do herpesvirus felino (Coriza);
  • Síndrome de Horner: perda do tónus muscular por lesão nervosa;
  • Conjuntivite: inchaço devido à inflamação;
  • Exoftalmia: o movimento do olho para o exterior pode expor a membrana;
  • Cancro da terceira pálpebra: como carcinomas das células escamosas ou linfossarcomas;
  • Infeções: reação granulomatosa por infeções ou corpos estranhos no olho;
  • Corpo estranho: protrusão da terceira pálpebra, conjuntivite e secreções devido a um objeto preso atrás da terceira pálpebra

Em casos que afeção bilateral, as causas poderão incluir o estado fisiológico, aplicação de medicamentos, síndrome de Haws, disautonomia, tétano, perda de peso e desidratação, parasitose entre outras.

Como se diagnostica o prolapso da terceira pálpebra?

O terceira pálpebra normalmente não é visível no gato e é difícil de ver no cão, principalmente quando pigmentada. A terceira pálpebra torna-se visível quando está inflamada ou está presente uma massa. Como vimos anteriormente, existem vários motivos pelos quais a terceira pálpebra se pode tornar visível. Portanto é necessário fazer um diagnóstico detalhado.

O médico veterinário fará uma observação direta da pálpebra. A história recente do animal pode revelar outros sinais, aplicação de medicação ou falta de desparasitação. O exame geral poderá demonstrar outros sinais que ajudem a explicar o prolapso da terceira pálpebra. Segue-se um exame mais dirigido ao olho, e por fim, um exame detalhado à terceira pálpebra após anestesia do olho avaliando a sua superfície e a presença de irregularidades.

Tratamento do prolapso da terceira pálpebra

O tratamento do prolapso da terceira pálpebra depende da sua causa. Assim, torna-se importante fazer um diagnóstico correto. Se a protrusão impedir a visão, poderá ser considerada a cirurgia de redução da terceira pálpebra onde se remove uma elipse no seu centro tornando-a menos proeminente. No entanto, a cirurgia pode interferir com a função da membrana da terceira pálpebra, impedindo-a de produzir lágrima e causando olho seco (ou até ceratoconjuntivite seca).


O que é o prolapso da glândula da terceira pálpebra em cães e gatos?

O prolapso da glândula da terceira pálpebra apresenta-se como a tumefação e deslocação da glândula da terceira pálpebra. É observável no canto do olho uma massa vermelha e inchada, conhecida por “olho de cereja” (cherry eye em inglês), resultante da inflamação da glândula da terceira pálpebra. Ainda poderá estar presente excesso de lagrima, secreções mucosas ou purulentas e conjuntivite. O prolapso pode ser unilateral ou bilateral e pode causar desconforto.

A maior tumefação ocorre em curtos períodos, numa fase aguda. No entanto, mesmo havendo retrocesso, a terceira pálpebra mantém-se prolapsada. Apesar do caráter crónico, não apresenta sinais desfavoráveis. O tratamento passa por uma sutura à borda orbital ou excisão parcial. O risco passa pela redução da produção de lágrima pela membrana da terceira pálpebra, que pode causar olho seco.

Pensa-se que o prolapso da glândula da terceira pálpebra se deva a uma inflamação prévia ou à fraqueza dos tecidos conjuntivos que seguram a glândula na sua posição normal. A fraqueza dos tecidos conjuntivos permite que a glândula se mova e apareça na margem da terceira pálpebra.

Esta fraqueza, poderá ser hereditária e genética, mas ainda não foi possível prová-lo. No entanto, algumas raças como o Beagle, Cocker Spaniel, Boston Terrier, Caniche, e raças braquicefálicas como o Buldog Francês e Buldog Inglês parecem sofrer com maior frequência de prolapso da glândula da terceira pálpebra. O prolapso é mais comum em cães, principalmente em animais jovens.

Como tratar o prolapso da glândula da terceira pálpebra em cães e gatos?

Inicialmente, os médicos veterinários tentaram corrigir o prolapso da glândula da terceira pálpebra removendo-a cirurgicamente. Como a glândula da terceira pálpebra é responsável pela produção de 30 a 50% da lágrima, este procedimento resultou na diminuição da produção de lágrima que pode causar olho seco (ceratoconjuntivite seca).

Por isso, agora é recomendado fazer-se o reposicionamento cirurgico da glândula da terceira pálpebra no seu local original (no interior ventral da terceira pálpebra). A cirurgia do prolapso da glândula da terceira pálpebra é o tratamento definitivo. Durante a cirurgia, a glândula é cuidadosamente reposicionada e suturada no seu local original, mantendo a sua função na produção de lágrima.

Existem dois métodos de fazer o reposicionamento da glândula: o de ancoragem e o do bolso. Na ancoragem, suturas são utilizadas para reposicionar a glândula. Na técnica do bolso, fazem-se duas incisões na terceira pálpebra que quando suturadas juntas puxam a glândula para o seu local original.

Estas técnicas de reposicionamento são definitivas e melhor sucedidas do que a remoção da glândula ou tratamento médico com antibióticos e corticosteroides. O tratamento correto do prolapso é essencial, uma vez que quanto mais tempo estiver exposta menor a probabilidade de sucesso da correção. O prognóstico é bom quando é feito o tratamento correto e rápido desta patologia.

18 COMENTÁRIOS

  1. Bom dia..meu Charlie é um Basset Hould de 1 ano e 9 meses..realizou o primeiro sepultamento no olho direito..e saiu novamente a glândula..e logo depois saiu no esquerdo ..ele tinha 6 meses..faz uma semana que sepultou novamente ..o direito..e fez o procedimento no esquerdo..está indo tudo bem..o Vet..iria retirar..mas achou melhor tentar novamente..

    • Olá Daniella,

      É natural que o seu médico veterinário recomende nova cirurgia, uma vez que a excisão da glândula diminui a produção de lágrima e pode trazer consequências futuras.

      Abraços,
      Joana Prata

    • Olá Ana,
      O custo da cirurgia depende de cada clínica veterinária e da sua área de residencia. Recomendava ligar para a clínica para saber o preço, bem como ter um diagnóstico feito por um médico veterinário para confirmar que se trata do prolapso.

      Abraços,
      Joana Prata

  2. Eu tenho um Boxer eu levei ao veterinário ele disse que tinha que fazer uma reposição do olho, porém deu antiflamatorio é só. O que eu devo fazer? Ele também falou que era arriscado devido a idade do cão isso procede? Hoje diminuiu o inchaço mais continua deslocado. Ele pode fazer o procedimento mesmo tendo 13 anos?

    • Olá Fábio,
      É possível fazer o procedimento em animais idosos, mas recomenda-se confirmar que o animal se encontra bem de saúde. Por exemplo, deverá fazer análises ao sangue e até possívelmente um ecograma se suspeitarem de problemas de coração.
      Abraços,
      Joana Prata

  3. Minha gatinha está com prolapso. A médica fez exame de sangue, que deu normal e agora quer investigar problema renal. A pálpebra não está inflamada, só bem visível. Acho que minha gatinha não está tendo o tratamento correto. Come direito e está um pouco sonolenta que o normal.

    • Olá Erika,
      A terceira pálpebra nos gatos também poderá estar visível quando estão mais fragilizados ou quando estão desidratados. Em adição, as conjuntivas poderão ficar inflamadas numa insuficiência renal. Por isso é importante investigar essa vertente, até porque terá um peso maior na saúde da gatinha.
      Abraços,
      Joana Prata

    • Olá Maria Rita,
      Os preços podem variar entre clínicas e países. Recomendamos que consulte as clínicas e hospitais veterinário perto de si.
      Obrigado,
      Joana Prata

  4. Olá. Minha cachorrinha está com este diagnóstico. Levamos ela ao veterinário e ele falou que teríamos que fazer a cirurgia. Estou com um pouco de receio, pois ela acabou de passar por uma cirurgia de Piometria fechada. A nestesia utilizada para este procedimento do Prolapso é local ou geral ? Ela tem 9 anos, e ainda me sinto um pouco com medo, devido a idade e por ter sido exposta a uma cirurgia anterior. Fico no aguardo para saber os riscos.

    Obrigada !

    • Olá Paola,
      A anestesia seria geral. Tendo em conta o piometra e a idade do animal, recomendavamos a fazer uma análise de sangue (com bioquímica) e da urina antes da cirurgia para confirmar o pleno estado de saúde. Infelizmente, algumas situações de prolapso só se podem resolver com cirurgia, por isso seria importante para a cachorra 🙂
      Abraços,
      Joana Prata

  5. Bom dia meu cachorro a pálpebra cobriu o olho e ressecou e receitou um anti inflamatório e está ressecado e começando a descascar, tem que fazer algum procedimento ou esperar sair por completo?

  6. Meu cãozinho tem 4 meses e está com esse problema a 1 mês , marquei a cirurgia mais infelizmente tive q adiar enquanto não fazemos estou lavando diariamente com soro fisiológico , ele aparenta não se incomodar com isso, age naturalmente, doutora existe algum mal se eu esperar mais 1 mês para a cirurgia dele, nesse momento estou sem condições para isso.

    • Olá Rosy, depende muito da causa pelo qual observa o prolapso. No caso de ser um simples prolapso, é possível adiar temporariamente mas recomendamos que consulte o seu médico veterinário e que tente fazer um acordo quanto ao pagamento.
      Abraços,
      Joana Prata

  7. oi boa noite meu cachorro fez uma cirurgia de terceira palpebra ontem 16/10/2018
    mais esta com o olho fechado bem inchado e tambem o corpo dele esta muito inchado,isso é normal ou devo me preocupar a raça dele é lhasa apso.
    gostaria muito se pudesse me responder,agradeço desde ja…

    • Olá Lucas, é natural que o local da cirurgia se encontre um pouco mais inchado. No entanto, se acha que o tronco e abdomén também está inchado, recomendamos que consulte o seu médico veterinário.
      Abraços, Joana Prata

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor introduza o seu comentário
Por favor introduza o seu nome aqui